Ex-prefeito é condenado por contratar ex-vereador como funcionário “fantasma”

CANTAGALO – A Justiça de Cantagalo, no Centro-Sul paranaense, condenou um ex-vereador (gestão 2009-2012) e um ex-prefeito (gestão 2012-2016) por improbidade administrativa. O gestor municipal na época dos fatos (2014) foi acionado pela Promotoria de Justiça da comarca por nomear o ex-parlamentar para o cargo de chefe de departamento da prefeitura, pelo qual era remunerado, sem prestar serviço algum à Administração Municipal.

As investigações da Promotoria concluíram que o ex-vereador era, na verdade, um funcionário “fantasma”, suspeita levantada pela Comissão Parlamentar de Inquérito da Câmara de Vereadores de Cantagalo. O requerido foi nomeado em 2014 para identificar problemas do setor de obras do Município. No entanto, segundo a Promotoria, nunca foi visto no pátio de máquinas, onde era sua lotação.

Diante das irregularidades, a Justiça determinou a suspensão dos direitos políticos do ex-vereador e do ex-prefeito, por 8 e 7 anos, respectivamente. Os réus foram condenados ainda ao ressarcimento integral dos danos causados ao erário e ao pagamento de multa civil, valores que totalizam cerca de R$ 60 mil. O ex-vereador também foi condenado por enriquecimento ilícito.
Com informações da Assessoria de Comunicação Ministério Público do Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − quatro =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: