ELEIÇÕES 2016: Lindomar quer fazer um mandato participativo

“O poder público existe para atender os interesses coletivo,s não individuais”

A coligação Unidos Pela Renovação elegeu três vereadores e um deles foi o gerente dos Correios da agência do Pinhão, Lindomar Paulo do Nascimento, que é formado em História, casado, pai de dois filhos e com uma caminhada de participação nos movimentos sociais e culturais desde a adolescência, com destaque no trabalho que já realiza há alguns anos junto às associações de bairros. Lindomar concorreu à Câmara de Vereadores pelo PT, partido do qual é presidente e se elegeu com 406 votos, e diz em nossa entrevista que vai levar para o legislativo essa experiência junto às associações e que foi esse seu engajamento que o levaram a querer ser vereador. “Eu me envolvo com as questões da comunidade desde os14 anos, e nesse convívio com a comunidade, a gente vai observando que algumas coisas não acontecem como deviam, essa necessidade de estar atuando para a mudança nos levou para a campanha”.

O vereador eleito fez questão de iniciar a sua entrevista agradecendo ao FATOS DO IGUAÇU por abrir esse espaço aos vereadores eleitos. “Quero começar agradecendo esse espaço que o Jornal tem dados aos vereadores eleitos de trazer a sua mensagem, dizer porque estão na política, falar do trabalho que pretendem realizar nos próximos quatro anos”.

Lindomar falou que é preciso ter coerência entre discurso e as ações como vereador e da responsabilidade com os eleitores. “ Os meus eleitores são em sua maioria professores, empresários, pessoas com uma visão maior de mundo, isso me leva a ter muito mais responsabilidades, é preciso agora eleito manter a coerência com o discurso anterior e também nas posturas e decisões no legislativo com esse discurso”.

Como ele vai lidar sendo um vereador da situação, Lindomar acredita muito no novo governo. “Faço parte do grupo político que elegeu o prefeito e acredito nesse grupo e que ele tem muitas condições de fazer um excelente trabalho. E como ajudamos a construir a vitoria, temos a obrigação de ajudar a dar certo e isso inclui fazer as cobranças quando as coisas não estiverem caminhando como deviam e claro, cobrar, mas levar soluções”. Porém esclareceu que ser vereador da situação não é dizer amém. “As pessoas podem esperar da gente um vereador tranqüilo, sereno, que vai estudar, analisar os projetos, ser vereador da situação não é dizer só amém. O vereador tem a sua função, que é de fazer as discussões dos projetos na câmara, de ouvir a comunidade para ver as necessidades da população, de fazer as cobranças junto a executivo e construir junto as soluções. Lembrando que o vereador é representante do povo e não do prefeito”.

Como vai conduzir os trabalhos no Legislativo, o vereador eleito explicou que quando se coloca na vida pública é preciso ter uma visão global. “O vereador, a partir do momento que é eleito, precisa conhecer e pensar o município no todo. Eu pretendo continuar fazendo o que sempre fiz, que é ouvir e discutir com a sociedade civil organizada, seja urbana ou interior, e juntos com elas discutir o que precisa ser melhorado de forma que atenda o maior número possível de pessoas, porque o poder público existe para atender os interesses coletivos, não individuais. Mas vamos ter como prioridade a educação,  porque tudo passa por ela. Precisamos fazer a discussão serena e tranqüila, mas é preciso repensar a nossa educação, há acertos, mas existem situações sérias que precisam ser revistas”. Por considerar as associações de moradores um canal de diálogo entre o executivo, legislativo e os cidadãos, Lindomar falou que  é preciso retomá-las. “As associações, infelizmente nos últimos anos não foram ouvidas, elas só eram lembradas quando o executivo precisava delas, por exemplo, no período das conferências, pela exigência da lei. Nesse período elas eram tratadas na palma da mão, depois eram abandonadas. A ideia é ouvi-las porque elas sabem muito melhor sobre os problemas do bairro e, muitas vezes tem até a solução para colocar”. Ele falou da atenção ao interior. “ Vamos trabalhar com as associações do interior, já estivemos na associação do Pinhalzinho esses dias, temos um compromisso com a região do Guarapuavinha porque eles acreditaram no nosso nome, inclusive nesse sentido em trabalhar voltado para as associações, para atender a comunidade, sempre defendendo a ideia que o coletivo é mais importante que o individuo”.

Sobre a campanha, Lindomar declarou “Toda mudança no primeiro momento provoca reações, o tempo nunca foi minha preocupação, porque já temos uma construção, meu grupo de trabalho basicamente se manteve, pois essa era a minha terceira campanha. Tivemos um tempo maior na pré campanha, isso nos ajudou para o planejamento e organização. Na verdade, para mim, o que dificultou um pouco é que quatro pessoas que eram do meu grupo  de apoio, exercendo seu legitimo direito resolveram sair candidato, mas faz parte do processo essa situação. Infelizmente, no item fiscalização, ainda temos que melhorar muito, teve campanha muito grande, eu não acredito que algumas campanhas que vimos ai tenha sido feita com dez mil. Fica evidenciado que pelo tamanho da campanha tem que ter existido caixa dois. Já melhorou, mas é preciso avançar mais”.

A presidência do legislativo, Lindomar diz não ser seu objetivo nesse momento, “Eu, nesses dois primeiros anos, não tenho interesse em ser. Porém se for uma coisa construída, discutida e que possa ajudar o legislativo e inclusive o executivo porque vai ser um inicio difícil de governo, as cobranças vão ser grandes, a prefeitura parece estar com problemas, de repente seria importante que o prefeito tivesse um nome relacionado ao seu grupo político na presidência da câmara se for uma coisa construída nesse sentido, meu nome estará à disposição. Mas o meu interesse pessoal hoje é fazer um excelente trabalho de vereador, que foi o que nos propusemos na campanha e ajudar no que for preciso o governo para que as coisas aconteçam e deem certo”.

Lindomar ao final agradeceu e conclamou os vereadores a fazer um trabalho diferenciado. “Quero agradecer a Deus por ter nos dado saúde e permitindo fazer essa caminhada de sucesso. A família, esposa, filhos e pais, que nesse período acabamos deixando um pouco de lado e eles entenderam a nossa ausência. Agradecer de forma especial às pessoas que se empenharam na nossa campanha, tive um grupo que me ajudou muito, que pediram voto para gente, essas pessoas foram muito importante para nós. Às quatrocentos e cinco pessoas que acreditaram e votaram em mim, meu muito obrigado. E podem esperar de nós muito empenho, vamos nos reunir periodicamente com esse grupo para discutir as ações, os encaminhamentos, os projetos, queremos fazer um mandato participativo, motivando assim as pessoas a irem nas sessões para acompanhar o trabalho do seu vereador. E aproveito para conclamar os vereadores para fazermos um trabalho diferenciado, bom, de qualidade, pois todos somos a favor do povo, é importante qualificar os debates, pois o importante é o interesse do povo.”

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + 11 =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: