DISTORÇÕES ASQUEROSAS

Sua  500º crônica publicada

DISTORÇÕES ASQUEROSAS

            Dia 1º/11/18, vi e ouvi um vídeo de uma reportagem da jornalista Cláudia Bomtempo, sobre  o desvios detectados pelo Tribunal de Contas da União, em relação a atuação do INCRA e a REFORMA AGRÁRIA, em que quase um terço dos beneficiados com terras (em torno de 600 mil), o foram de forma ímproba, incorreta, corrupta.

E entre os beneficiados irregularmente, 144.621 servidores públicos, 61.965 empresários,39.997 mortos,  1.017 políticos, entre os quais, 847 vereadores, 96 Deputados,69 Vices-Prefeitos, 4 Prefeitos, um senador, e prejuízos para a Nação em torno de R$2,83 bilhões.

Reforma agrária é uma coisa importante,mas é preciso que aconteça de forma justa, criteriosa, legal, municipalizada,planejada, e não para aqueles que querem terras só para especulação imobiliária(venda), extrativismo  ao arrepio das leis ambientais, ou adeptos de invasões, dos sem vontade de trabalhar e infiltrados em movimentos dos sem terras-MST, sem terra debaixo da unha, como já enfocado na edição nº. 831  de 19/01/18 deste Jornal; irregularidades no Bolsa Família, a muitos  corruptos ou apaniguados de politiqueiros.

            Outra distorção asquerosa que ocorrem são de casas de programas habitacionais, em que, por falta de pulso, autoridades  concedentes, imóveis, são em pouco tempo alvos de negociatas, na linha, “galinhas mortas”, “achados”, “logros”, por preços de banana como se diz, onde até carro velho, atuou como precioso bem e moeda de valor. Também concursos e  admissões politiqueiras de pessoal; aquisição de bens e contratações inclusive  terceirizadas, não bem planejadas encontroladas, e que resultam em ócios, desperdícios, prejuízos, lavagem de dinheiro, enriquecimentos ilícitos.

Um caso eloquente foi à aquisição em junho/2012, pelo Pregão  42/12, de um triturador de galhos de árvores em por 49 mil, e que  em dezembro/16, preçado por R$15 mil, quase foi a leilão e que só recentemente no dia 30/10/18,foi utilizado pela primeira vez. Outros casos asquerosos para não dizer nojentos foram  as contratações ocorridas em Pinhão, nos anos de 1995-1996, 2008-2012, 2013-2016, para regularização documental de lotes urbanos, em que  recursos vultuosos foram desperdiçados.

Há também a problemática de maquinários da Prefeitura, fazerem estradas, e proprietários beneficiados, fecharem ou quererem controlar trânsito, como o caso de um processo de nº. 659-85.2018 do Juizado Especial Cível-JEC local. E  Pedido de Providências que foram feitos para combater esse mal, foram em regra desconsiderados.

E quem ache essas coisas feias e combata esses males, acaba tendo resultados pífios nas atuações, e ainda por cima, tem potencial de receber pechas de radical, chato, cri-cri, pernilongo, enfim, virar alvo de apelidos depreciativos.

Mas agora, que o povo do Brasil, Paraná, Santa Catarina, outros Estados, e o regime democrático, deram um bom recado para comunistas, esquerdistas radicais,fanáticos, patrimonialistas, corruptos, inimigos de Operações como Lava Jato, é à hora, de serem desfraldadas bandeiras contra distorções asquerosas,  e por uma nova geração de políticos na acepção correta do termo e com alguns viés estadistas, e para que nos libertemos de vicissitudes que nos causticam, como populismo vulgar, demagogias,incoerências, patrimonialismos, “rouba mas faz ou fez”  enganações subestimativas de inteligências emales do gênero.

(Francisco Carlos Caldas, advogado e cidadão municipalista).

E-mail  “advogadofrancal@yahoo.com.br”         

Um comentário em “DISTORÇÕES ASQUEROSAS

  • 17 de novembro de 2018 em 19:21
    Permalink

    Disse tudo Dr Francisco Carlos Caldas.
    Estou esperando pela próxima

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − onze =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: