Idoso

Acompanhe entrevista de Carlos André Uehara, presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia

Por que é importante o idoso tomar a vacina contra influenza?

Os sintomas da gripe (causada pelo vírus influenza) são muito semelhantes aos da COVID-19. Por este motivo, naqueles vacinados há mais de 21 dias e apresentarem sintomas respiratórios ou indefinidos, o risco de ser gripe são menores. O mesmo acontece com quem foi vacinado contra o SARS-CoV-2. A possibilidade aumenta de ser um resfriado comum. Além disso, quem é vacinado (para qualquer doença/vacina) apresenta sintomas mais amenos ou as formas menos graves, se porventura for infectado.

A vacina contra influenza é segura? Para os idosos há alguma recomendação em especial?

Sim, muito seguras e eficazes. Não há nenhuma contraindicação às vacinas Influenza disponíveis no Brasil.

A gripe causada pelo vírus influenza traz que riscos para as pessoas? O risco é o mesmo para os idosos?

Na maior parte das pessoas adultas, a gripe evolui de forma benigna, na maior parte das vezes o impacto é laboral. Nos grupos de risco (crianças menores de 5 anos, grávidas, puérperas e idosos) aumenta o risco de morte, complicações e internações prolongadas. Na população idosa, aumenta o risco de morte por pneumonia, infarto e derrame. O mais comum é a morte por pneumonia.

Quem tomou a vacina contra Covid pode tomar a da influenza? Qual a orientação para os idosos?

Sim, deve tomar. O intervalo entre as vacinas deve ser de 15 dias.

Diante da pandemia de Covid, que cuidados o idoso deve adotar na hora da vacinação?

Etiqueta respiratória e as medidas não farmacológicas habituais (usar a máscara corretamente e o tempo todo, higiene frequente das mãos, distanciamento pessoal, evitar aglomeração e preferir ambientes abertos. Se o local de vacinação estiver lotado, dê a meia volta, procure outro local mais vazio ou retorne em outra ocasião.

Quais as formas de prevenção à gripe causada pelo vírus influenza? Além da vacina, os idosos devem ter outras precauções?

As mesmas que as contra o SARS-CoV-2.

Que recado dá ao o idoso que não quer se vacinar?

Vacinem-se. As vacinas disponíveis são seguras e eficazes, é a melhor forma de evitar as doenças. Sempre procurem o aconselhamento por profissional capacitado e não acreditem em mensagens recebidas nas redes sociais e WhatsApp, sempre verifiquem a veracidade, pois há grande desinformação.


Compartilhe

Veja mais