Celular

A confirmação de autenticidade do contato pode ser realizada no site do Tribunal

O Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR) está realizando, desde o final do ano passado, a comunicação pessoal de alguns atos processuais por meio do WhatsApp. A iniciativa foi instituída pela Instrução Normativa nº 73/2021-CGJ, que regulamenta a utilização de meios eletrônicos para o envio de citações, intimações e notificações no âmbito das Secretarias, Escrivanias e Centrais de Mandados no Primeiro Grau de Jurisdição. Com a alteração, o Tribunal pode contatar os envolvidos no processo por meio de aplicativos de mensagens multiplataforma, plataformas de videoconferência, e-mail profissional e telefone.

Contudo, apenas números de telefones e e-mails autorizados pelo TJPR são utilizados para a comunicação de atos processuais. Para verificar se a mensagem recebida por WhatsApp, enviada em nome do Tribunal paranaense, é verdadeira, é possível consultar os números e e-mails habilitados pelas Unidades Judiciárias. No site do TJPR (https://www.tjpr.jus.br/), basta seguir o caminho: Institucional > Corregedoria > Foro Judicial > Autenticação de Contatos.

Em caso de dúvidas, deve-se entrar em contato com a Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ) através do e-mail: gcj@tjpr.jus.br, ou dos telefones (41) 3200-2074 e (41) 3200-3025, tanto para ligações quanto mensagens via WhatsApp.

Fonte: TJPR


Compartilhe

Veja mais