Capa e Editorial da Edição nº: 932

14 de fevereiro de 2020

EDITORIAL

                      O asilo de amanhã é a negligência de hoje

O mundo evolui, a tecnologia avança, as relações sociais se alteram, a formação familiar se transforma, mas, seja qual for, sempre haverá uma geração mais nova que deverá ser cuidada por uma mais velha. Assim, não importa se a crianças tem pai e mãe, duas mães, dois pais, é criada pelos avós ou tios, o que é certo que essas pessoas são responsáveis pela formação das crianças e jovens e a familia é com certeza responsável pela formação integral.

Nessa formação entra a escolar. O desempenho dos alunos está diretamente vinculada a relação familia escola. Hoje pesquisas comprovam esse fato, mas desde os tempos da carochinha, educadores sabem que criança que tem a familia presente na escola tem um melhor empenho e desenvolvimento na escola. O que assustou quando se foi realizar a reportagem foi verificar em textos, pesquisas e fala dos profissionais que ainda muitos pais querem que a escola forneça de uniforme a merenda, passando pelo transporte e material escolar, para espanto maior ainda, isso independe de classe social.

Ora, isso indica que as famílias não veem a escola e a formação de seus filhos como um investimento e muito menos como sua obrigação. Ai fica dificil de compreender como tanta gente se acha pronta e de peito estufado para cobrar deveres do Estado se não cumpre o mais próximo de si, que é cuidar, proteger e educar seus filhos. Outra informação que assusta é que cada vez mais temos alunos que mandam em seus pais. Foi muito preocupante ver profissionais contando que os pais declaram, ele não veio, não fez, não participou porque disse para mim que não queria vir, fazer, participar.

Bem, isso é se omitir diante de um dever sagrado, o de educar a nova geração. Educar e amar é dizer não, é impor limites, é fazer com que se cumpra o que é certo e preciso. Muito provavelmente essa omissão seja o motivo de cada vez mais se ter asilos cheios, pois quem não aprende de pequeno que amar exige atenção, compromisso, carinho, determinação e comprometimento, não saberá o que é amar, honrar e cuidar dos pais idosos.

Faça seu comentário

%d blogueiros gostam disto: