Ano amarelo

Você acha que esse título está estranho? Não deveria ser Maio amarelo? Pois bem, a mídia já começou a campanha do Maio amarelo, cujo objetivo é conscientizar as pessoas no transito. É necessário sim conscientizar, pois a cada ano as estatísticas são assustadoras com respeito ao exagerado número de acidentes, sendo que a maior parte destes acidentes, são consequências da imprudência dos motoristas.

As sinalizações existem por um motivo claro, evitar acidentes, mas é interessante observar que muitos ignoram as placas, ignoram as faixas, e de certa forma, ignoram a sua vida e a vida dos outros. O grande problema é que se tornou normal burlar as leis de transito, andar sempre acima do limite de velocidade, ultrapassar em locais proibidos.

O mais assustador é que tem pessoas que já viajam com o “dinheiro do guarda”, para tentar comprar o policial, caso seja multado. Quando se tenta burlar as leis de transito e até mesmo subornar um policial rodoviário, isso se chama falta de caráter, falta de amor a vida.

Vivemos dias difíceis mesmo, pois muitos, tem dificuldade de reconhecer os seus erros, criticando assim o trabalho daqueles que fiscalizam o transito, criticando os outros motoristas e não percebem o mal que estão fazendo a si mesmos. É por isso que o título da matéria é “ano amarelo”, pois o ano todo, todos os dias, precisamos nos conscientizar de que as placas, as faixas, os limites existem para nos alertar dos perigos, para que possamos ir e voltar tranquilos.

Eu sempre ouço a frase “Deus nos protege”, concordo plenamente e sempre faço uma oração antes de viajar, mas se você se diz cristão vai entender que as placas, os limites e as faixas de transito, existem para nos proteger e proteger o outro também, e aquele que é cristão vai procurar fazer o que é certo, aquele que é uma pessoa de bem, vai obedecer as leis, trazendo assim o bem a si mesmo, e aos outros.

Ao sair de carro, promova a vida, promova o bem, não ignore os limites, se você ama a vida e aqueles que te cercam, vai dirigir com cuidado. Que o Eterno Deus nos proteja dos maus motoristas e que nos proteja de sermos maus motoristas também.

Rev Sandro Carvalho Rodrigues – pastor da Igreja Presbiteriana do Pinhão

FAMILIAS OFF-LINE, SÉRIE DE REFLEXÕES TODO DOMINGO AS 19:30. PARTICIPE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + nove =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: