Na quarta-feira, 1º de dezembro, às 9 horas da manhã, quem sentará no banco dos réus é Aldo Cesar de Azevedo, que estará sendo julgado pelo Conselho de Júri da Comarca de Pinhão/PR, por ter tentado matar o próprio filho Sergio Cardozo de Azevedo.

Fatos

Segundo os autos, por volta das 21h30min do dia 29 de setembro de 2018, na localidade de Arroio Bonito, o réu Aldo foi até uma residência onde estava o seu filho Sérgio, e, de acordo com relatos da vítima e testemunhas, o acusado chegou ao local muito agressivo e armado com uma espingarda.

Faltou pontaria

Ao ver o pai chegando armado, Sérgio fechou a porta da casa, mas, mesmo assim, seu pai atirou tentando matá-lo. Segundo o que consta nos autos, Aldo só não matou Sérgio porque faltou pontaria, “Não consumando o delito por circunstâncias alheias à sua vontade, em especial porque o projétil não atingiu o alvo, por erro de pontaria”, se manifestou o ministério público no processo.

Jurados Convocados:

Vara Plenário do Tribunal do Júri de Pinhão: EDITAL DE CONVOCAÇÃO DOS JURADOS

 

 


Compartilhe

Veja mais