Agredida duas vezes no mesmo dia com tapas, socos e tentativa de asfixia pelo marido

Imagem Ilustrativa | Fonte: Pexels

Infelizmente mais um caso que entra para estatísticas em Pinhão de violência contra a mulher, como vem acontecendo em todo país, neste começo de ano e tem chamado atenção dos especialistas que dizem que é preciso maior investimento na prevenção.

Atendendo ao chamado de uma mulher de 26 anos, policiais militares do 4º Pelotão da Policia Militar de Pinhão foram na tarde de ontem, 07 de janeiro, a rua Rio Jordão, na Vila Caldas, onde ouviram o relato da mulher que convivia maritalmente com um homem de 30 anos e por ser vitima de violência doméstica decidiu sair de casa pela manhã e que o marido tentou trazê-la a força. Como ela disse que não voltava, foi agredida em via pública com um tapa e dois socos no rosto. Conseguiu fugir e foi abordada por um pedestre que se propôs a chamar a policia. O marido fugiu do local.

No final da tarde foi para casa buscar seus objetos pessoais, momento em que foi novamente agredida com vários socos e tapas e estava sendo asfixiada e mantida em cárcere privado quando  a equipe policial entrou na residência e deu voz de prisão ao marido, retirado de cima da vitima e algemado por estar agressivo e resistir a prisão. Encaminhado à Delegacia de Policia Civil de Pinhão.

Com informações do Setor de Comunicação Social/16ºBPM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + dezessete =

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: