Dr. Danilo

O resultado da vacinação em massa já é percebido na queda expressiva de casos de Covid-19 registrados no municipio de Pinhão/Pr., pelo boletim do dia 17/08, havia 5 casos confirmados e 16 suspeitos.

Já foram vacinados 16.932 pinhãoenses com a primeira dose e 5.865 com a segunda, o que totaliza 22.797 pessoas com imunização.

O municipio já está vacinando na faixa etária dos 20 anos. No dia 17 a equipe de vacinação comemorou ao atingir 604 pessoas.

A pandemia não acabou

Poder registrar recorde de vacinação, queda de números de casos de contaminação após 1 ano e quatro meses trazendo aos leitores do Fatos do Iguaçu notícias de aumento de casos e de óbitos, e que hoje contabilizam 87 no municipio de Pinhão é muito bom.

Porém, a pandemia não foi vencida. A jornalista Nara Coelho entrevistou o médico Danilo Yarie de La Cruz Hidalgo, que está atuando a um ano na Sentinela local para saber da situação hoje, se já é possível baixar a guarda e diminuir cuidados.

Fatos do Iguaçu: A queda dos números de contaminados da Covid-19 está ligado a já termos 53% da população vacinada com pelo menos uma dose?

 Danilo: Com certeza a vacinação é a medida mais efetiva para combater o coronavirus, o resultado vemos aqui, a diminuição do número de suspeitos e de contaminados.

FI: Nesse momento há uma faixa etária em que a Covid-19 tem se manifestado mais?

 D: Não, nesse momento temos recebido de faixa etária variada, crianças, problema de infecção respiratória aguda, jovens, idosos, claro que os casos mais graves tendem a ser dos idosos, por eles já trazerem outras comorbidades.

FI: Podemos dizer hoje que a pandemia está sob controle ou vencida?

 D: Não! Ainda falta muito para vencer a pandemia. Esse ano todo  os cuidados ainda deverão se manter intensos. Temos de ficar atentos em relação à variante Delta, que é bem agressiva, pois ela é agressiva e se associa a outra micose que pode levar à necrose do tecido. Assim, a situação continua exigindo muitos cuidados, a variante Delta já foi confirmada no país e no Paraná, que, inclusive, já está no estágio de transmissão comunitária. Mas a vacina também imuniza para essa variante. Devemos ainda em 2022 estar lidando e tendo de estudar e se cuidar em relação ao coronavirus.

FI: Temos visto pessoas dizerem que por estarem vacinadas ou já ter um número grande de pessoas vacinadas pode se relaxar, por exemplo, no uso da máscara.

D: Esse é um momento extremamente importante, estamos conseguindo um certo controle da pandemia, mas agora é que não podemos nos descuidar. É preciso cumprir todas as medidas sanitárias que evita contaminação. Não estamos livre da Covid-19, avançamos no controle, avançamos, com a vacina, mas ainda não podemos relaxar, descuidar, todo cuidado deve-se ter para evitar a contaminação de novos pacientes.

FI: Toda vacina é boa?

 D: Indiscutivelmente, as vacinas são importantes, só vamos vencer a pandemia quando tivermos cem por cento da população imunizada, o importante é vacinar e vacinar as duas doses.

O médico Danilo finalizou: “Todos já sofremos muito com o coronavirus, não tem quem não tenha perdido um amigo, um membro da família para a Covid-19, esse vírus já causou muita tristeza à maioria das famílias do Pinhão, mas ainda não o vencemos. Por isso não podemos baixar a guarda, é preciso continuar usando a máscara, trocá-la ao longo dia, lavar muito as mãos, usar o álcool, manter o distanciamento físico, tudo isso deve ser feito com todo o cuidado e a precaução que fazíamos no início da pandemia. Para não sofrermos mais com perdas de pessoas próximas continua dependendo das atitudes de cada um”.

 

 

 


Compartilhe

Veja mais