70% da merenda escolar em Pinhão virá da agricultura familiar

As nutricionistas responsáveis pela merenda escolar | Foto: Nara Coelho/Fatos do Iguaçu

Os produtos fornecidos vão de verduras a panificados e leite

Por Nara Coelho

O Programa Nacional de Alimentação Escolar, PNAE, do governo federal é o responsável pela alimentação escolar da educação básica por meio do Programa, que repassa valores financeiros aos municípios. A proposta é oferecer aos alunos alimentos com forte teor nutricional, frescos, e respeitando os hábitos alimentares de cada região, além de promover a economia local, já que o Programa tem a exigência que pelo menos trinta por cento dos alimentos sejam adquiridos da agricultura familiar.

PINHÃO

Já há alguns anos a merenda escolar é adquirida dos produtores locais, mas foi a primeira vez em 2019 que se chegou ao patamar de sessenta e cinco por cento da merenda comprada dos agricultores pinhãoenses.

AS NUTRICIONISTAS

Uma das exigências do PNAE é que os cardápios das escolas sejam organizados por nutricionistas, a secretaria municipal de Educação e Cultura de Pinhão tem as nutricionistas Lovaine Caldas Levinske, Naiara Tallita Raitz e Solange Pletsch Caldas que elaboram os cardápios e cuidam da compra dos alimentos, que apontam que chegar a esse patamar de compra foi um processo, que nos últimos três anos a Coofapi, Cooperativa da Agricultura Familiar de Pinhão, se organizou, conseguiu dar um melhor atendimento aos agricultores, levando-os a atenderem com mais eficiência as exigências do PNAE,

“O PNAE, solicita que se dê preferência às compras pelas cooperativas e a partir do ano passado conseguimos comprar só da Coofapi, isso qualifica os produtos e ajuda a atender a diversidade dos produtos que necessitamos”, observaram as nutricionistas.

CARDÁPIO

Elas explicaram que nem tudo é possível ser comprado dos produtores, pois, devido ao clima da região, no período do inverno a produção local tende a cair, mas que elas montam os cardápios sazonais, ou seja, com os produtos de cada época do ano. “Mas os produtores também foram aprendendo e melhorando a produção no início eles tinham só os folhosos, hoje eles já conseguem entregar os tubérculos”.

OS NÚMEROS

Da verba que vem do governo federal, em 2019 foram comprados da agricultura familiar mais de R$250.000,00, representando aproximadamente 65% do repasse federal e desses aproximadamente R$ 40.000,00 em produtos orgânicos.

Entre os produtos adquiridos da agricultura familiar estão hortifrutis, ovos, galinha caipira, panificados, queijo, doces e polpa de frutas, abóbora e derivados de milho.

Para 2020 a previsão é que se atinja os 70% de compras da agricultura familiar através da Coofapi, “Os produtores foram compreendendo o processo e com o incentivo que a administração deu às agroindústrias eles conseguiram ter mais diversidade de produtos, o que nos permitiu ampliarmos as compras junto à Cooperativa, por exemplo, a partir de 2019 passamos a comprar carne e ovos deles, pois passaram a ter selos de identificação” detalharam Lovaine e Naiara.

PRODUTOS ORGÂNICOS

Sempre buscando oferecer aos alunos os melhores produtos, o municipio dá um incentivo aos produtos orgânicos, esse ano, por exemplo, haverá um aumento de 30% a mais no valor para os produtos orgânicos.

Neuzélia Ferreira da Rosa, presidente da Coofapi, contou que eles vão oferecer o pão orgânico, “Conseguimos avançar bastante na produção orgânica e esse ano vamos oferecer mais produtos orgânicos entre eles o pão orgânico”.

VANTAGENS PARA OS ALUNOS

As nutricionistas explicaram que ter os produtos próximos garante oferecer aos alunos produtos frescos e de qualidade, “Os produtos chegam bem fresquinhos, nós conseguimos fazer bem de perto o controle da qualidade do produto que está sendo entregue”.

COOFAPI

A presidente da Coofapi destacou que a ampliação da participação dos produtores no edital do PNAE é resultado de muito trabalho dos próprios produtores da Cooperativa, da parceria com a atual administração, com as secretarias municipais de Agricultura e Pecuária que transporta a produção de vários agricultores, de Industria, Comércio e Turismo, que desenvolveu um ótimo trabalho de formação junto ao produtores em relação às agroindústrias, do bom diálogo com as nutricionistas da secretaria de Educação e Cultura. Ela exemplificou que devido ao clima, a maior produção de frutas é no período das férias escolares, assim, os produtores não conseguiam atender a demanda do cardápio, “As nutricionistas têm nos ajudado muito, conversando com elas, conseguimos colocar as frutas congelada e a polpa das frutas, assim foi em várias situações”.

Neuzélia Ferreira da Rosa, presidente da Coofapi | Foto: Nara Coelho/Fatos do iguaçu

Hoje a Cooperativa conta com 120 sócios, no mínimo, sessenta  entregam regularmente produtos para a merenda escolar, a venda para o PNAE municipal pode atingir o valor de R$ 609.000,00. “Essa prioridade que a secretaria está dando à agricultura familiar reflete no desenvolvimento local, pois nossos produtores se sentem incentivados a ficar na roçar e trabalhar, é uma renda a mais para eles e eles gastam aqui no município”.

O LEITE É PARCERIA COM A APLEPI

Além de todos os produtos que a Coofapi já entrega, a Cooperativa fez uma parceria com a APLEPI, Associação de Produtores de Leite do Pinhão e irá entregar leite. “Além do leite vamos entregar novos produtos da panificação como o pão francês e de leite, o requeijão e as frutas”.

UMA PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

A secretária de Educação e Cultura, Maria Aparecida de Oliveira Santos, a Cida Chalegre, só procurou meios para realizar uma proposta que é da administração de valorizar os produtores da agricultura familiar. “Desde o início houve a intensão da administração em valorizar a agricultura familiar, e um dos instrumentos foi o PNAE, com eles ajudamos a administração a dar conta dessa proposta e ao valorizar os nossos produtores, melhoramos a qualidade da merenda ofertada aos alunos e compramos mais por menor preço porque compramos produtos da época”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *