REAJUSTE SALARIAL: 2% de ganho real é a proposta do funcionalismo público municipal

“O valor do reajuste será definido com a equipe de transição” disse Jorge Sens

A assembléia dos servidores públicos municipais de Pinhão tirou como proposta de reajuste salarial a inflação mais dois por cento de aumento real. A data base dos funcionários de Pinhão é janeiro, assim a discussão e negociações ocorrem sempre entre os meses de novembro e dezembro com o governo. Essa discussão nunca é simples e sempre exige muitas negociações, mas, esse ano, em particular, por ser um ano de transição de governo, as negociações ficaram um pouco mais delicadas. Na assembléia que aconteceu sábado, 26, esteve presente o secretário de administração, Jorge Sens, representando o governo e esse explicou que a ideia é tomar uma decisão junto com a equipe de transição. “Hoje viemos conversar com o sindicato e solicitamos que eles oficializem uma proposta de reajuste salarial, vamos discutir essa proposta com a equipe de transição da próxima gestão, a ideia é que dia primeiro se inicie o processo de transição e um dos primeiros pontos a discutir será o reajuste dos funcionários e o valor do reajuste será definido com a equipe de transição.” O prefeito eleito, Odir Antonio Gotardo esteve na reunião e foi convidado a se manifestar. “Vamos garantir que a nossa relação entre governo e sindicato seja aberta, tranqüila, transparente, vocês não vão precisar estar se preocupando com boatos, porque o diálogo será sempre direto conosco. Na questão especifica do reajuste, precisamos ter conhecimento necessariamente de três pontos, a situação financeira real da prefeitura hoje, qual será o impacto do concurso na folha, a dispensa dos comissionados e o que isso representa na folha. O  que posso garantir é que tudo será pensando com muito carinho, sempre tendo  dois pontos – o interesse de vocês e o da população, e sei  que vocês conseguem compreender isso, pois além de funcionários são cidadãos e querem bairros  e escolas bem cuidados.”

A ideia é começar a negociação direta com a equipe de transição a partir da segunda semana de dezembro, informou o presidente do sindicato, Albino Ricardo Santos Neto. “Para repor a perda salarial de outros anos estamos pedindo a inflação do índice do IPC mais dois por cento e pretendemos dar inicio à negociação direta até o dia 9 e realizar a assembléia geral para aprovar as negociações até o  final do mês de dezembro, provavelmente entre o  natal e ano novo.” Na avaliação de Albino, a assembléia foi boa e produtiva. “Estou feliz com a participação de hoje, tentamos fazer a assembléia à noite, à tarde, logo após o final de expediente e não tínhamos conseguido a participação que alcançamos hoje, de setenta e cinco  que assinaram a ata, mas que na realidade chegou a uns cem, não  é o  ideal, mas dentro da realidade que temos que as pessoas ainda não tem consciência da importância do sindicato e delas junto a ele, estamos bem felizes com o número de hoje.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 3 =

%d blogueiros gostam disto: