Prosperidade de verdade

A definição para próspero não está ligado ao dinheiro ou a bens, mas sim a ser bem sucedido, feliz, afortunado e outros. O problema hoje, é que, a sociedade faz uma leitura errada do que é ser próspero, via de regra prosperidade é sucesso financeiro. O fulano tem muitos bens, logo ele é prospero. Creio que esta visão é muito pobre na verdade. Vivemos neste contexto pós-moderno, onde muitos deixam de ser felizes devido a corrida desenfreada pelo ter, pelo adquirir. Muitos imaginam, erroneamente, que serão felizes quando atingirem o ápice financeiro. Essa questão é tão doentia, que está presente inclusive dentro da Igreja, onde muitos líderes prometem algo que Deus não prometeu na sua Palavra, um evangelho da prosperidade, onde Deus se torna uma espécie de Silvio Santos e sai distribuindo dinheiro para todo mundo. Deus quer sim o bem dos seus filhos e eu creio no Deus que provê, que cuida dos seus, mas a prosperidade bíblica é definida pela unidade familiar, pela alegria comum do lar, fruto de uma vida que busca aprender e aplicar os princípios bíblicos na sua trajetória, como consequência “tudo te irá bem” (Salmo 128.2). Ser bem-sucedido nas Escrituras Sagradas, é uma consequência, não um fim em si mesmo e mais, não significa que não haverá dificuldades, mas significa que em meio a toda e qualquer situação existe um Deus que é e age por aqueles que o amam e o reconhecem como sendo o maior Bem.  Certa vez li uma frase que dizia “conheci uma pessoa tão pobre, mais tão pobre, que só tinha dinheiro”.  Tem muitas pessoas que tem a casa de seus sonhos, mas sua família é um tormento, não há alegria, harmonia e paz.  Ser próspero é viver uma vida feliz com o que tem, é não tratar as pessoas como coisas e muito menos transformar o dinheiro em um deus. Ser próspero é você dormir em paz, não ter a consciência pesada; é você trabalhar com alegria e sair correndo do trabalho para chegar logo em casa por que sabe que ali é o lugar do aconchego. Não é errado o desejo de melhorar de vida, o problema é quando o anseio pelo ter toma o lugar de tudo, ao invés de gerar prosperidade, gera angustia e dor. que a prosperidade de um lar unido, alegre, cheio de vida, que ama a Deus e ao próximo, seja realidade na sua vida; e que o Eterno Deus lhe ajude a administrar da melhor forma o que vier a sua mão, assim é a verdadeira prosperidade.

Rev Sandro – pastor Igreja Presbiteriana do Pinhão.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × cinco =

%d blogueiros gostam disto: