Programa Nota Paraná: Consumidor consciente pode ajudar as APAEs

Pedir nota fiscal, mais que direito, é obrigação do consumidor

O Programa Nota Paraná incentiva os consumidores a pedirem a nota fiscal no momento da compra, e ao incluírem o número de seu CPF, passam a acumular créditos que podem ser recebidos em conta bancária, utilizados para abatimento de IPVA ou convertidos em créditos para celular. Também concorrem a prêmios em dinheiro.

O consumidor não é obrigado a fornecer seu CPF na hora da compra, entretanto, não fará jus ao crédito nem aos prêmios referentes aos sorteios. Os interessados em aderir ao programa devem fazer seu cadastro pelo site www.notaparana.pr.gov.br.

Alguns paranaenses já receberam seus créditos de volta, os mais sortudos embolsam valores dos sorteios mensais que variam entre R$ 10 a R$ 50 mil. Há também os sorteios especiais que podem chegar aos R$ 200 mil.

ENTIDADES SOCIAIS

O Nota Paraná já distribuiu cerca de R$ 12,8 milhões entre créditos e prêmios  às 877 instituições cadastradas. São valores que, à primeira vista, surpreende, mas, segundo dados do programa, em 2016 foram emitidas mais de 45 milhões de notas fiscais e a estimativa é que 80% das notas foram emitidas  sem CPF e  foram para o lixo.  De olho nesta fatia de recursos, muitas entidades sociais estão realizando campanha para que aqueles consumidores que não aderiram ao programa possam ajuda-los doando seus tickets. Estas são cadastradas e podem gerar recursos proporcionando-lhes um fôlego financeiro, ou a possibilidade de adquirir móveis, equipamentos, materiais de expediente, entre outros.

APAE PINHÃO

A APAE de Pinhão, além dos recursos oriundos dos governos estaduais e federais, também promove alguns eventos com o objetivo de arrecadar fundos e conta com a contribuição dos sócios mantenedores. Os interessados em se tornar sócios podem doar qualquer quantia mensalmente para a instituição a partir de R$ 10.

E está cadastrada no programa Nota Paraná em muitos estabelecimentos comerciais, principalmente em posto de combustíveis, supermercados e farmácias, existe uma caixa coletora identificada, onde os consumidores podem depositar seus cupons. Os valores oscilam muito, porém, são de grande ajuda para a instituição. “São valores que nos beneficiam, no primeiro mês  conseguimos receber R$ 450, com este recurso compramos uma web can, que facilita a leitura dos códigos dos cupons, pois estes têm um prazo de cadastramento. Também com estes créditos pudemos pagar nossos funcionários conveniados referente ao mês de  janeiro. Estamos em processo de renovação de convênio  e os valores destinados a este fim ainda  não nos foi repassado. Para este último repasse, já estamos providenciando a compra de ventiladores  para duas salas de aulas. Não são valores exorbitantes mas  nos ajudam,  além da compra de equipamentos, já garantimos  material de expediente  e alimentação para nossos alunos. È um retorno que  não é imediato, mas que nos auxilia”, comentou a diretora  Niura Vargas de Liss.

ARRECADAÇÃO

Para  a auxiliar administrativa da APAE, Daiana Almeida,  o valor arrecadado poderia ser maior, mas  a grande maioria da  população  ainda não tem o hábito de depositar os cupons. “Os clientes recebem os tickets de suas compras das mãos dos caixas, mas poucos depositam imediatamente o cupom  nas caixas identificadas. Levam para casa e dificilmente trazem em sua próxima compra.  Sabemos que muitas pessoas fazem compras em outros municípios e elas podem depositar estes cupons em nossos pontos de coleta. Em novembro lançamos R$ 290 mil em notas e recebemos R$ 1.100, para muitas pessoas é pouco, mas para nós  é uma grande ajuda. È de centavo em centavo que conseguimos  montantes significativos. O maior valor em crédito já recebido foi de R$ 4.600, procuramos formar uma reserva, pois sempre temos despesas extras ”.

APAE  RESERVA DO IGUAÇU

A APAE de Reserva do Iguaçu também já aderiu ao programa, tem nos colaboradores do comércio local seus grandes parceiros e os resultados são cada vez mais animadores. “Desde que aderimos conseguimos arrecadar mais de R$ 3 mil, destinamos estes recursos para compra de material pedagógico. Disponibilizamos as caixas coletoras no comércio local e os colaboradores sempre perguntam se o cliente deseja doar o cupom para a APAE. Divulgamos também na rádio para que a população possa colaborar, alguns fazem suas compras em outros municípios e trazem as notas aqui na instituição. Temos dificuldade em cadastrar os cupons porque ainda não conseguimos adquirir um leitor de código de barra para agilizar o processo. Mas estamos satisfeitos com os resultados”, declarou a secretaria da APAE, Mirian Abreu Camargo.

Fica aqui o convite para os consumidores reservenses e pinhaõenses: solicitar a nota, pois é ela que vai gerar impostos e benefícios aos municípios e  contribuir com as APAEs colocando seus tickes nas caixas.

 

 

 

Receba nossas atualizações

Inscreva-se e logo estará recebendo nossas atualizações

O seu email está 100% seguro. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − nove =

%d blogueiros gostam disto: