Pessoas do interior agora com sinal de celular

Uma antena na Santa Maria e outra na Nova Divineia. Daqui alguns meses, a terceira em Bom Retiro

Desde o último dia 2 de setembro, os 8 mil habitantes da região que engloba Santa Maria, Nova Divineia, Santa Emília, Faxinal do Céu, Arroio Bonito I e II, Serra da Cabra, Agrovila, Lajeado Feio I e II e Faxinal dos Taquaras estão recebendo sinal de celular da operadora Tim.

A espera durou mais de um ano desde a implantação do projeto pelo vereador Osvaldo Verbaneck (PSDB), que também é o diretor do Colégio Estadual do Campo Professor Julio Moreira. A região contava com o telefone fixo em poucos pontos e algumas pessoas investem alto em antenas para poder pegar o sinal.

Cada antena pega um anel de 20 quilômetros em linha reta. A primeira foi instalada há alguns meses na localidade de Nova Divineia. Agora, a segunda, foi ligada em Santa Maria. Cada uma tem alturas diferentes. Uma das torres chega a 52 metros. E a terceira antena é para ser ligada ainda este ano em Bom Retiro, abrangendo toda aquela região. “Segundo a empresa que instalou, 1 milhão de reais é o investimento em cada antena”, conta o vereador.

Ano passado, entre os ofícios e documentos recebidos pela Câmara de Vereadores de Pinhão, um deles tratava de uma possível parceria para telefone móvel em lugares que não existia sinal no interior do Paraná. Foi aí que Osvaldo Verbaneck seguiu até Curitiba para estudar o “Pacto das Antenas”, que foi uma CPI que os deputados fizeram na tentativa de pressionar as operadoras para que o sinal chegasse em locais que não possuem.

A parte da engenharia veio até o Pinhão para fazer toda a investigação da implantação, medição e análise de solo. E a empresa QMC Telecom do Brasil foi contratada.

CONQUISTA

O legislador afirma que é uma conquista para toda a população do interior. “É uma marca importante para toda a comunidade. Uma ação coletiva. Uma sensação de dever cumprido. Que bom se pudéssemos realizar mais obras assim. Desejo que os novos legisladores eleitos também possam ter bastante motivação para trabalhar pelas comunidades”.

Para Justo Mânica, gerente de Vilas da Copel, o acesso ao mundo da tecnologia é essencial. “Agora passamos a ter uma comunicação rápida, acessando as informações. Facilita muita a vida do povo. Antigamente era a estrada que levava o progresso e, hoje, é a comunicação”.

A dona de casa Lanna Regina Stocco Costa, residente em Faxinal do Céu, afirma que já melhorou muito. “Antes aqui com a internet a gente se comunicava pelo WhattsApp, mas, agora, com o celular, todos têm acesso. Melhorou muito, porque agora estamos conectados. E fica mais barato e viável para todos”.

Outra moradora de Faxinal do Céu é Edineia Lugli. Segundo ela, todos os moradores queriam e pediram muito. “Ficamos contentes porque muda na vida da comunidade. Queríamos o sinal e esperamos bastante tempo por isso”.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × cinco =

%d blogueiros gostam disto: