Capa e Editorial Edição nº: 801

801Pag01.jpg

Um pequeno trecho, uma grande conquista! 

Pó, muito pó. Pó que tampava toda a visibilidade de caminhoneiros e motoristas de automóveis, que às vezes ficavam sem saber se seguia em frente ou se paravam. Afinal era impossível saber o que havia a menos de um palmo de distância, pois a nuvem de pó era densa. Por mais que se fechassem os vidros, era impossível chegar a Pinhão ou em Reserva do Iguaçu limpinho, sempre havia muito pó na roupa. A menos claro, que estivesse chovendo, ai precisava ser bom de boleia para não sair do trilho e encalhar. Pois um milímetro pra lá e já podia rodar no barro, e ai a única coisa a fazer era atolar no barro para empurrar, alavancar e tirar o carro do atoleiro. Assim era a vida dos que por motivo de trabalho, estudo, doença ou mesmo saudade de um parente, amigo, compadre transitava pela PR 459 no trecho entre a localidade de Dois Pinheiros em Pinhão a Reserva do Iguaçu. Ah! O asfalto, o grande sonho de todos. E diz o poeta que um sonho sonhado por um, é só um sonho, mas um sonho sonhado por muitos, é uma realidade. 1997, Rondinha, distrito de Pinhão se emancipa, vira município, o sonho de um só passa a ser a luta de dois municípios. Isso mesmo, levar o asfalto que terminava na localidade de Dois Pinheiros passa a ser a luta de pinhãoenses e reservenses. Mas entre o sonho e a realidade, há sempre uma longa distancia. Aqui, apesar de a distância ser apenas 26 quilômetros, a luta teve que ser grande e de muitos. Ah, quer dizer que, o primeiro prefeito de Reserva do Iguaçu, Edison Mendes de Campos, foi o desbravador dessa luta, ergueu a faixa “Reserva do Iguaçu espera sua ligação asfáltica” e chamou os munícipes e as lideranças políticas para a luta. Luta que foi abraçada por seus sucessores e prefeitos de Pinhão. Luta que enfrentou cinco mandatos de governador, vários anúncios de inicio das obras. Mais de duas medições da estrada, chegada do maquinário, numa semana e levada embora noutra. Foguetório e assinatura de autorização do inicio das obras. Mas nada do inicio de fato da obra. Alegria de ver máquina roncar, mais de uma vez viraram desilusão. Contudo, a esperança e perseverança nunca desanimaram e o Fatos do Iguaçu, ao longo desses vinte anos de luta foi registrando todos os movimentos das lideranças políticas e participando desse movimento. Participou tão ativamente que criou o “Hominho da 459”, que incomodou  vereador, deputado e até governador e a idéia era essa,  incomodar, não deixar esquecer a promessa de campanha. Hoje o hominho está radiante, dando pulo de alegria, vai e volta pela PR459 faceiro, pois o pó e o barro, só nos causos dos compadres. Hoje o sonho virou realidade. De Pinhão a Reserva do Iguaçu tem asfalto! Mais que uma realidade, essa ligação asfáltica é uma oportunidade, é um alavancar no desenvolvimento dos municípios. Esse trecho liga mais que dois municípios, liga uma região, estados. Liga crescimento e desenvolvimento. Turismo, geração de renda e emprego. Liga uma conquista, a transformação de dois municípios, que daqui algum tempo será relembrada nos arquivos do Fatos do Iguaçu, assim como hoje, trazemos nesta edição a  saga da PR 459 e a vitória dos que nunca desistem.

 

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *