Não vou me conformar

No dia 31 de Outubro comemoramos um marco na história mundial, 500 anos da Reforma Protestante. Olhando para o legado da Reforma percebe-se que precisamos de mais inconformados em nossos dias. Os reformadores, não foram baderneiros, que se levantaram para desconstruir valores e princípios de sua época e dividir assim, a igreja. Antes, foram instrumentos de Deus que perceberam que certos valores, princípios precisavam ser reconstruídos, resgatados.

Esses homens lutaram, deram a sua vida, em prol de um ideal que trouxe transformações, na cultura, na política, na arte, na ciência, na música e é claro, na igreja, na forma de viver o evangelho das Sagradas Escrituras. Vivemos num contexto em que se faz necessário o inconformismo com muita coisa que está acontecendo na política, na arte, na igreja, na música, na moral e outros mais. Precisamos reformar, resgatar valores e princípios nas diversas áreas de nossa sociedade. Não podemos aceitar novas ideologias sem questionar, sem analisar suas bases, que muitas vezes são rasas e sem respaldo algum.

Os valores “antigos” não perderam seu valor, antes precisam ser contextualizados e não destruídos como querem muitos defensores de novas ideologias. A família não perdeu e não perderá o seu valor, a honestidade, o casamento, a integridade, a verdade, a repreensão amorosa não perderá o seu valor. A justiça não perderá o seu valor. O apóstolo Paulo em Romanos 12.2 diz “e não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa perfeita e agradável vontade de Deus”. Não podemos nos conformar com políticos corruptos, não podemos nos conformar quando o governo é um desgoverno.

Os benefícios que os políticos trazem para o Estado, para o município, fazem parte de sua obrigação, e não devem ser “adorados” porque fazem isso ou aquilo. Precisamos sim de reformas na esfera política, precisamos reafirmar e resgatar valores e princípios milenares para a vida em família. Precisamos de reformas na nossa própria casa, precisamos reafirmar valores que as vezes passam esquecidos na nossa própria vida. Precisamos de reformas na própria igreja que muitas vezes prega um evangelho falsificado, contrário o que Jesus disse e ensinou. Portanto, não se conforme com o que está errado, seja na esfera pública ou pessoal. Guerreie contra aquilo que precisa ser mudado na sua vida, na sua família. Que Deus nos ajude a sermos uma geração de inconformados com aquilo que está ruim em nosso contexto. A Reforma continua…

Rev Sandro-  Pastor da Igreja Presbiteriana do Pinhão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 4 =

%d blogueiros gostam disto: