Ministério Público recebe os despejados do Alecrim

Por Nara Coelho | Foto:Nara Coelho/Fatos do Iguaçu

Devido ao mandado de reintegração de posse em favor das Indústrias Zattar que foi cumprido no dia 01 de dezembro, sexta-feira, 14 famílias da localidade de Alecrim em Pinhão tiveram suas casas e benfeitorias realizadas nas propriedades destruídas.

Hoje essas famílias despejadas e mais as famílias de outros posseiro, que já sabiam que havia mais mandados a serem cumpridos no  dia 07/12, quinta-feira, fizeram uma caminhada pelo centro da cidade pedindo o apoio da população, o comércio fechou as portas das 12h às 14h e vários comerciantes realizaram a caminhada junto com os posseiros, até levando cartazes.

A passeata teve seu final em frente ao Fórum, e uma comissão foi recebida pelos promotores de justiça Bruno Ishimoto e Diogo de Araujo, e saíram de lá acordados que eles terão direito a voltar à propriedade para pegar seus animais e maquinários. Que o ministério público entrou com uma solicitação de suspensão da reintegração de posse marcada para o dia 07/12, e em relação às outras reintegrações, os promotores afirmaram que vão buscar junto aos demais órgãos que estão envolvidos nessa questão para que as famílias sejam, no mínimo, pré-avisadas, com um tempo adequado para se prepararem para o despejo.

Os promotores fizeram questão de frisar que a passeata foi dentro de muita organização e tranqüilidade.

“Ali estiveram pessoas ordeiras, que fizeram uma manifestação sem indicio de violência e lutando por direitos legítimos, e por isso, nós as recebemos”.

Receba nossas atualizações

Inscreva-se e logo estará recebendo nossas atualizações

O seu email está 100% seguro. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito − 4 =

%d blogueiros gostam disto: