Está pronta a terraplanagem para a pavimentação da PR-459

A obra de pavimentação da rodovia PR-459, entre Reserva do Iguaçu e Pinhão, na região Centro-Sul do Paraná, está com todo o serviço de terraplanagem concluído. As equipes contratadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR) atingiram nesta semana 100% de execução desta importante etapa.

Na implantação do asfalto, a terraplanagem é o serviço mais difícil e pesado de fazer, pois envolve escavações e adequações da rodovia. O trabalho também depende de boas condições climáticas, pois só é possível ser feito com o tempo seco. Além da terraplanagem, foram concluídas todas as obras de drenagem ao longo dos 26 quilômetros e duas pontes estão prontas.

MUITO ESPERADA – A cidade de Reserva do Iguaçu e as comunidades próximas têm cerca de 12 mil habitantes, mas a pavimentação da PR-459 vai beneficiar toda a região, cerca de 300 mil moradores. O Governo do Paraná investe R$ 25,5 milhões na pavimentação de 26 quilômetros da PR-459, rodovia que antes era de saibro. Esta é uma obra esperada há mais de 20 anos na região, que é uma das maiores produtoras de grãos do Paraná.

Pavimentação da PR 459 entre Reserva do Iguaçu e Pinhão. Foto: Jorge Woll/DER
Pavimentação da PR 459 entre Reserva do Iguaçu e Pinhão.
Foto: Jorge Woll/DER

“A pavimentação da PR-459 vai ajudar muito no desenvolvimento econômico de toda a região. A rodovia é muito utilizada para o transporte da safra de soja, milho, trigo e cevada. O investimento representa economia, segurança e menor tempo de viagem para moradores e produtores”, afirmou o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.

A obra de pavimentação está com cerca de 80% de conclusão. Do total de 26 quilômetros que serão asfaltados, 14,9 quilômetros já estão implantados. A previsão é que no primeiro trimestre de 2017 todo o asfalto esteja pronto.

DESENVOLVIMENTO – Antes mesmo de a obra estar concluída, as cidades de Reserva do Iguaçu e Pinhão já sentem os benefícios. Com o asfalto passando pela PR-459 muitos voltaram a investir na região. O dentista Emanoel Finkler Lopes, 36 anos, é um deles.

Pavimentação da PR 459 entre Reserva do Iguaçu e Pinhão. Na foto, o dentista Emanoel Finkler Lopes. Foto: Jorge Woll/DER
Pavimentação da PR 459 entre Reserva do Iguaçu e Pinhão. Na foto, o dentista Emanoel Finkler Lopes.
Foto: Jorge Woll/DER

Emanoel Lopes é morador de Pinhão e durante cinco anos teve um consultório odontológico em Reserva do Iguaçu. Fechou o negócio porque a estrada de chão não compensava o deslocamento diário. “Não tinha carro que aguentava, eu trocava uma caminhonete por ano. A cada 90 dias tinha que fazer a suspenção inteira. Cortava pneu, era um custo muito alto manter um consultório aberto aqui”, afirmou Lopes.

Agora com o asfalto novo a história mudou. “Creio que com o asfalto bastante gente vai decidir investir aqui de volta. Reabri o consultório por causa da estrada. Faz um mês que estou atendendo aqui novamente. Sempre tive bastante paciente aqui, como profissional sempre foi bom trabalhar em Reserva”, explicou.

ENCURTAR DISTÂNCIA – A pavimentação da PR-459 também vai encurtar as distâncias para quem segue para Guarapuava. Como a estrada era de terra, muitos motoristas desviavam a PR-459 e passavam pela BR-373, por Candói, depois a BR-277 até chegar a Guarapuava.

Quando a pavimentação estiver concluída a distância entre Reserva do Iguaçu e Guarapuava vai diminuir em 20 quilômetros para quem optar por seguir pela PR-459. Além de economizar tempo de viagem, os motoristas vão evitar o movimento intenso das BRs 373 e 277.

Pavimentação da PR 459 entre Reserva do Iguaçu e Pinhão. Na foto, Sandy Rhaissa Mendes, 23 anos, mora em Reserva do Iguaçu e cursa Odontologia em Guarapuava. Foto: Jorge Woll/DER
Pavimentação da PR 459 entre Reserva do Iguaçu e Pinhão. Na foto, Sandy Rhaissa Mendes, 23 anos, mora em Reserva do Iguaçu e cursa Odontologia em Guarapuava.
Foto: Jorge Woll/DER

Sandy Rhaissa Mendes, 23 anos, mora em Reserva do Iguaçu e cursa Odontologia em Guarapuava. Assim como outros colegas universitários, o trajeto até a faculdade era feito por Candói. “A falta da pavimentação complicava muito. Quando chovia o barro dificultava bastante o deslocamento pela PR-459. Era bem difícil o tráfego. O asfalto vai melhorar bastante. Vai beneficiar toda a sociedade aqui da região”, disse Sandy.

Fonte: Agência de Noticias do Paraná

Receba nossas atualizações

Inscreva-se e logo estará recebendo nossas atualizações

O seu email está 100% seguro. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × cinco =

%d blogueiros gostam disto: