Espaços para todos

A ideia nunca foi só registrar os fatos, foi sempre ir além, dar espaço e voz aos pinhãoenses, assim, a página 2 sempre foi e será do leitor, do cidadão que deseja expressar suas ideias, suas opiniões, chamar a atenção para algo que deseja, achar importante, e muitos pinhãoenses já usaram esse espaço provocando muitas reflexões e debates.

Nosso articulista fiel, que está conosco há 20 anos, é o advogado Francisco Carlos Caldas, que mesmo quando esteve na vereança ou como vice-prefeito, nunca deixou de enviar seus artigos, e nessa edição, pedimos a ele que representasse todos os demais e falasse um pouquinho sobre os 53 anos de Pinhão e os 20 anos do Fatos do Iguaçu registrando a historia de Pinhão.

53 e 20 ANOS DE CAMINHADA

Quando Pinhão nasceu como Município (15/12/1964), tínhamos 9 anos de idade e estávamos no 2º. ano primário, e como tal, não só lemos ou contamos, mas vivemos  e participamos de sua história, principalmente de 9 de março de 1981 para cá,  a maior parte como simples cidadão e 16 anos como agente político com alguma voz e vez, e ainda que de sofríveis e insatisfatórios resultados.

Pinhão teve uns ensaios de jornal efetivados pelos piás do tio Kid (Heraclides Rocha França, de saudosa memória), no início da década de 1970, s.f.m.; o Tribuna do Povo de algumas edições, em que numa de 4/01/1985, foi publicado uma reflexão nossa sobre “Abigeato” que continuam a ocorrer  em Pinhão; o Jornal “A Voz do Pinhão” em que de março/1990 a outubro de 1997 também tínhamos enfoques publicados. E por último, o Jornal “Fatos do Iguaçu”, que nasceu em 1997, e nele a nossa primeira crônica publicada foi na edição nº. 16, de janeiro/1998, “Austeridades, mas com ternura”. E com o legado de flashes, relatos alegres, tristes, emoções, comoções, memoráveis reportagens, e tudo, é claro, com grandes e até extremas dificuldades, que só os perseverantes conseguem superar, resiste com edições escritas em papel e convive com a era do mundo virtual, TV fatos, fotos, e acessos e atrativos da internet.

Infelizmente, há muitos seres que não dão muita importância ao tempo passado, a história, e vivem muito o presente, e pouca visão e preparação de futuro.

Quando Pinhão completa 53 anos, o Jornal “Fatos do Iguaçu” 20 anos, essa caminhada é digna de reflexões, comemoração, agradecimentos, gratidão, e até porque só foi possível porque houve seriedade, realizações, perseverança e por seres humanos serem os protagonistas, como tudo na vida, com falhas, altos e baixos, alegrias e tristezas e dualismos do gênero.

            Pinhão amado, terra onde boa parte dos meus ancestrais nasceram, onde meus pais nasceram, onde nasci e pretendo viver até depois de morto via legado de lutas e ações de descendentes, e que para mim, fisicamente, é o melhor lugar do mundo.

Com essas palavras, a nossa homenagem a Pinhão pelos seus 53 anos de vida como Município; ao Jornal Fatos do Iguaçu pelos seus 20 anos de caminhada, e extensiva a todo o povo de Pinhão que muito respeitamos e consideramos, entre as quais a minha netinha de ano e meio de idade, e que um dia vai ler e ter algumas ideias sobre a história local, o que pensava, sonhos e até as angústias, choros, ranzinzices, maluquices de seu avô.

    Francisco Carlos Caldas

Articulista do Fatos do Iguaçu desde 1998

Receba nossas atualizações

Inscreva-se e logo estará recebendo nossas atualizações

O seu email está 100% seguro. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − 9 =

%d blogueiros gostam disto: