Escola Pequeno Príncipe viaja com os alunos

“alegria e motivação da viagem permanece com os alunos por vários dias após o retorno” Valdirene

Por Nara Coelho | Fotos: Arquivo/APAE

Alunos da Escola Pequeno Príncipe, dos dias 16 a 19 de outubro viveram pela segunda vez a gostosa experiência de viajarem para o litoral paranaense. A pedagoga da escola, Terezinha Martins, contou que os alunos conheceram o Aeroporto Internacional Afonso Pena, em Curitiba, permaneceram um dia e meio na praia de Matinhos, terminaram o passeio no Parque Estadual Vila Velha, em Ponta Grossa.

Foram na aula/passeio 32 alunos com idade entre 03 a 40 anos, os alunos autistas e com paralisia cerebral foram acompanhados das mães, e para dar conta de toda essa turma, junto com a pedagoga Terezinha foram mais 17 profissionais da escola entre professores, funcionários e técnicos.

AULA – PASSEIO

Terezinha explicou que a escola tem um projeto pedagógico que visa a cada ano levar alunos a vivenciarem uma viagem. Os recursos para viagem vêm da realização de pedágios no correr do ano e contam também com o auxilio da diretoria da APAE. “A ideia é ampliar o conhecimento dos alunos, é aproximá-los dos conteúdos trabalhados como de história, geografia, colocá-los em situações corriqueiras do dia-a-dia. Claro também de proporcionar-lhes momentos de lazer, pois a maioria dos nossos alunos só sai com nós”, explicou a pedagoga. A professora Valdilene Pinto Ferreira, contou que a todo momentos os professores puderam reforçar conteúdos, “A viagem provoca a curiosidade deles, eles fizeram perguntas tipo, porque de manhã o mar está longe e a tarde ele está tão pertinho? Já aproveitamos e trabalhamos os conteúdos e no parque fizeram muitas perguntas sobre as rochas” ressaltou a professora.

A viagem quebra a rotina deles e coloca-os frente a novas situações e rotinas, ela lembra que em casa eles são prioridades, toda a família os protege, na viagem eles têm que aprender a conviver com pessoas diferentes, a esperar a sua vez.

“Eles vivem situações importantes como ir às lojas, sorveteria, mexem com o dinheiro, decidem o que querem comprar. Essa rotina da viagem é nova para eles e promove uma convivência diferente e a inserção social, que é tão importante para eles como os conteúdos que trabalhamos”, reforçou a professora.

VISITA NA APAE

Em Matinhos, eles visitaram a APAE. “Tanto para os alunos como para nós essa visita foi muito boa, eles conheceram outra realidade e nós pudemos ver que estamos realizando um bom trabalho, pois estamos trabalhando na mesma linha da APAE de lá, isso indica que estamos no caminho certo”, explicaram as duas.

Terezinha e Valdilene relatam com brilho nos olhos que a viagem para quem vai para cuidar dos alunos é muito cansativa, mas que vale muito a pena, pois eles veem como eles se divertem, como a alegria do passeio dura por vários dias após a viagem. Que é emocionante ver a surpresa e encantamento deles com o mar, com o tamanho do avião ou das rochas em Vila Velha. “As emoções que vivemos com eles é única e sempre vale muito a pena ir com eles”, declararam elas.

Todo o trabalho foi dividido entre todos com escala e tudo funcionou muito bem porque teve união, compromisso e colaboração de todos e aproveitaram para agradecer. “Agradecemos à diretoria por ter proporcionado a realização da viagem, os profissionais que foram com nós, pela disponibilidade em realizar diversas tarefas, os profissionais que permaneceram na escola assumindo as nossas  funções,  os pais das crianças que confiaram e autorizaram os  filhos a irem e a todos que encorajaram e fizeram doações de alimentos e roupas para os alunos, ao motorista, que foi mais que motorista, pois nos ajudou com as crianças e inclusive entrou na divisão do trabalho na cozinha”, finalizaram

 

Receba nossas atualizações

Inscreva-se e logo estará recebendo nossas atualizações

O seu email está 100% seguro. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − dois =

%d blogueiros gostam disto: