CULTURA: Museu Histórico de Pinhão reabre com nova proposta

As escolas que desejarem visitar o museu, a secretaria de educação viabilizará  transporte

Elis Carraro – jornalista do Fatos do Iguaçu

A partir de agora o Museu Histórico de Pinhão estará funcionando em novo espaço, pois a Companhia Paranaense de Energia (Copel), cedeu um espaço da Vila Residencial da localidade de Faxinal do Céu para que os visitantes possam conhecer os utensílios, objetos, livros e materiais de arquivos que ajudam a relembrar a memória da região, assim como contam a história da trajetória pinhãoense.

Antes, o museu funcionava em uma casa alugada no centro de Pinhão, mas o local não comportava a estrutura necessária para o armazenamento das peças que, com o tempo, podiam se perder ou deteriorar. Com o novo ambiente, as peças podem receber atenção especial e ser mais bem cuidadas e na forma correta, evitando que as ações do tempo como exposição ao sol, chuva, vento, poeira ou outros fatores possam causar a perca dos materiais doados.

Segundo a diretora do departamento de Cultura da Secretaria de Edocação do Município, Danieli Aparecida de Lima, a proposta agora é estar a cada tempo realizando uma exposição sobre temas diferentes, assim a cada momento destacando um conjunto de objetos do acervo. Atualmente, o museu conta com um acervo muito bom  de livros e documentos, assim como objetos que foram usados nos primórdios da colonização pelos tropeiros na região, por isso, para a reabertura  escolheram   como primeiro  tema o “Tropeirismo que faz parte da nossa história e do modo de vida da nossa gente”. Ela ainda explica que serão feitas a catalogação e a restauração de várias peças, pois nem todas ainda estão devidamente restauradas ou catalogadas para apreciação.

“O ambiente será dividido em duas partes: a primeira será para exposições principais e a segunda será para uma reserva técnica, que contém outras peças que não estarão na exposição temática. Nosso museu possui muitos livros, acervos, coisas que denotam a constituição das vilas e por isso a exposição é uma pequena parte de todo o museu, ainda vamos trabalhar em todas as peças, temos que catalogar todas elas, fazer a limpeza e deixar tudo dentro dos padrões de um museu”, comenta a diretora do departamento de  Cultura, Danieli .

Ela ainda agradeceu à equipe da Copel por ceder o espaço e também por disponibilizar móveis e profissionais técnicos que ajudaram na catalogação das peças, reforçando que, o museu pertence a todos e ajuda a narrar o passado do povo pinhãoense.

O presidente da Fundere, Fundação Para o Desenvolvimento da Região/Copel, Justo Manica, explicou que a Copel realizou uma parceria com o município, “Compreendendo a importância do Museu Histórico e sabendo que poderíamos colaborar para a conservação, catalogação e mesmo organização do museu por termos profissionais capacitados e espaço disponível, a Copel realizou a parceria com a prefeitura municipal e o Museu ficará aqui enquanto o município desejar.”

A secretária de Educação Cida Chalegre, explicou que o museu estará aberto a todos e que a ideia é que as escolas visitem a exposição sobre o troperismo, ”Estaremos entrando em contato com as escolas e aquelas que desejarem, que considerarem interessante vir visitar o museu, estaremos trazendo os alunos”.

O Museu Histórico de Pinhão poderá ser visitado das 13h às 17h, de segunda à sexta-feira. As visitas já podem ser feitas normalmente pelo público e as escolas que desejam agendar visitas, devem entrar em contato com a secretaria de Educação do Município.

Receba nossas atualizações

Inscreva-se e logo estará recebendo nossas atualizações

O seu email está 100% seguro. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 1 =

%d blogueiros gostam disto: