Capa e Editorial da Edição nº: 839

                                                                               É crueldade…

Estamos a oito dias da sexta-feira santa, para uns, um dia sagrado, para outros, um dia normal. Mas, mesmo para os que não crêem que o Cristo já tenha vindo, ou para aqueles que creem em outros messias, ou mesmo para os que não crêem em nada, a historia de Cristo é muito forte e chama a atenção. Seus três anos de ensinamentos marcam a historia da humanidade e chamam a atenção. Por sinal, os ensinamentos deveriam ter bem mais a atenção dos homens que a crucificação em si.

O ensinamento Dele é bem simples, amai o próximo como a si mesmo. Até porque a partir dessa máxima, tudo passa a ser possível em relação à prática de coisas simples, mas, que, para o ser humano parecem ser tão complexas como respeito pelo outro, justiça, moralidade. Praticar esse conjunto de valores, para alguns seres humanos parecer ser algo muito difícil, quase impossível.

Pela forma que são gananciosos e egoístas  pode-se dizer que se amam em demasia, mas, infelizmente, não conseguem amar ao outro na mesma proporção, por sinal, na hora de repartir o amor, são muito egoístas. Esse tipo de pessoas tem uma queda muito grande, pelo que se tem observado, pelos cargos públicos, tipo, de prefeito e similares.

De modo algum, se está afirmando que todo político é um egoísta e egocêntrico, no meio do joio, sempre se encontrará trigo. Sendo que essa função exige muita dedicação e uma convivência diária com as mazelas da população, o sujeito que decide e briga pelo cargo tem que ser muito egoísta para assumi-lo e pensar exclusivamente em si e no seu pequeno clã familiar e grupo de sugadores. Esses até podem conhecer, ter decodificado os códigos lingüísticos das palavras de Cristo, mas nunca as compreenderam nem intelectualmente o que dirá ter-lhe tocado o coração.

Porque, por exemplo, quando se escolhe ser prefeito de uma cidade pequena, a criança doente, o agricultor que não consegue dar vazão à sua produção, o funcionário que é lesado quando lhe descontam a previdência mas não repassam ao órgão competente, tem nome e sobrenome, endereço fixo, ou seja, o prefeito de uma pequena cidade, quando faz um desvio de verba, quando destrói patrimônio público ao invés de cuidar, quando não cumpre com os compromisso assumidos, seja de manter programas em dia ou de aplicar de forma correta o dinheiro público, quando nem a contabilidade descente do município cobra que seja feita, enfim, quando é corrupto, sabe exatamente a quem está prejudicando.

Porque quem é prefeito de pequenos municípios conhece os moradores e conhece pelo nome, sabe de quem é filho. Nas cidades pequenas, as pessoas se conhecem e costumeiramente se encontram. Nas cidades pequenas as pessoas vão à casa dos prefeitos tomar chimarrão, prosear e expor suas dificuldades. Assim, quando um prefeito fica à frente de uma gestão municipal e faz muito pouco para melhorar a vida das pessoas é terrível, mas, quando fica à frente da administração de um município, faz muito pouco e ainda o deixa muito pior do que encontrou e com sérios problemas, é deplorável. É ter a certeza que ainda os ensinamentos de Cristo precisam ser muito, mas muito mais ensinados.

Porque um gestor que vê de perto o quanto uma população precisa dos serviços públicos de saúde, educação e da promoção, geração de renda e emprego, entre outros, e usa o poder público para desviar e ser corrupto, ele é muito mais que egocêntrico e corrupto, ele é cruel. Mas, Cristo trouxe junto com ele a esperança e fica aos bons cristãos a esperança que a justiça hoje não faça como Pilatos, lave as mãos diante da crueldade de prefeitos que ignoram a dor e necessidade da população e de fato aja, e aja com vigor, com rigor e com destreza, pois o tempo esconde provas e abranda os efeitos dos crimes de corrupção.

 

Receba nossas atualizações

Inscreva-se e logo estará recebendo nossas atualizações

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

O seu email está 100% seguro. Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro − 1 =

%d blogueiros gostam disto: