Caminho

Ela estava navegando na Internet quando, lá pelas tantas, via o seguinte anúncio:

“Não clique aqui.”

Sabia, tinha plena consciência de que, ao colocar ali aquela chamada de “não clique”, tudo que o anunciante queria era ser desobedecido.

Quem quisesse poderia clicar, Ela não.

Não sentia a menor curiosidade, não fazia questão de saber o que seria anunciado e, no momento seguinte, já estava navegando em outro lugar, sem se lembrar do que fora advertida.

Seguia receitas, orientações médicas e obedecia a seus pais.

Andando sempre “na linha”, esperava pastos verdejantes.

Só encontrava espinhos.

Eram de todos os tamanhos em todos os lugares.

Em casa, no trabalho, nos relacionamentos.

Guerra em família, falta de trabalho, escassez de relacionamentos.

E Ela continuava firme em fazer tudo do jeito em que acreditava: sempre da melhor maneira, lícito, correto.

Recompensa?

Ferro, fogo e bomba.

De todos os lados, para todos os gostos.

E todos com espinhos.

Quem driblava, entrava aonde não devia, passava a perna em quem podia e em quem não merecia andava por caminhos largos, iluminados e cheios de glórias e aplausos.

O mundo e tudo que nele há sorriam para eles.

Um dia, o Amigo muito próximo que andava driblando a lei e desfilava com leveza pelos caminhos nada lícitos, vendo sua conduta e a maneira ínfima comovivia, disparou:

“Não sei o que te vale ser tão correta. Só leva ferro, nada dá certo pra você. Aposto que, quando começar a fazer as coisas de um jeito mais leve e largar mão de seguir todas as regras e conselhos de seus pais, as coisas vão começar a andar, essa luta toda vai virar paz.”

Ela parou o que estava fazendo, deu um sorriso para o Amigo que a conhecia tão bem e disse calmamente:

– Fazer do jeito que você está falando pode alargar meus caminhos e tirar minha paz para todo o sempre.  Melhor é caminhar em paz no meio dos espinhos, porque, quando passar por eles, será de maneira definitiva.

E continuou do jeito em que sempre acreditara.

Vivi Antuneé ajuntadora de letrinhas e assim o faz às segundas, quartas e sextas no www.viviantunes.com.br

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − oito =

%d blogueiros gostam disto: