BUSCA DE ALENTO E ÂNIMO

A nível internacional estamos assustados com os atentados terroristas, as guerras e destruições entre povos, o drama de perseguidos e refugiados, e por último  um horrível incêndio que está ocorrendo em Portugal.

            A nível nacional, já não se assustamos com quase mais nada, depois dos escancaramento de Operações, como as decorrentes do Mensalão, Lava Jato, e delações decorrentes, onde de corrupções eleitorais, as coisas descambaram para corrupção generalizada  bandalheira meio que institucionalizada. Mas, além disso, é preocupante, o desemprego, enchentes/alagamentos, a   violência, vandalismos, inchaços estatais.

            A nível estadual, muito chateado com os lamentáveis ocorridos na Câmara e Município de Curitiba, em que funcionários embalados por sindicatos que em regra vivem às custas de contribuições obrigatórias, estão se excedendo em pressões fora do campo democrático, do sagrado direito a liberdade e manifestações pacíficas.

            A nível local, e mais especificamente de Pinhão e Reserva do Iguaçu, e mais deste último estamos assustados com as destruições de vendavais ocorridos. E a nível de Pinhão, é de relevância preocupações, com dificuldades de se ROMPER PARADIGMAS, ou seja, zonas de confortos, privilégios, vícios estruturais, que nos corroem e castigam.

            Diante desse contexto, é salutar uma busca incessante de alento, ânimo, para os enfrentamentos que se fazem necessários, para não termos situação agravada de pessimismos, desencantos, desânimos, preocupações de menor relevância, que podem gerar males maiores, como depressão, suicídios.

            E nesse último aspecto, entendemos como importante buscar alento e ânimo, em atos e fatos interessantes e bons que acontecem, aqui e acolá. Temos acompanhado reportagens de boas ações e exemplos, que ocorrem em algumas famílias, escolas, igrejas, entidades e instituições. Entre outras coisas, destacamos as melhorias ocorridas na Comarca de Pinhão, com sua elevação e entrância intermediária, a vinda de mais Juízes, Promotores, mais pessoal e fomento a conciliações, via mutirão, o advento do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania/CEJUSC, fomento a agilidade, praticidade e significativa redução de processos na Vara Cível, como visto em uma reportagem na edição de nº. 800, de 2/6/17 deste semanário.

            Na manhã do dia 19/6/17 na RPC assistimos no Bom Dia Paraná, uma reportagem sobre os times Pato e Marreco de Pato Branco, que em superação de rivalidades normais dos times, fizeram um evento em conjunto, de campanha de doação de sangue, numa prática decente, solidária  e inteligente de marketing.

            No meio de tantas mazelas, peripécias, agruras que a maioria das pessoas passam, inclusive de sobrevivência e contexto de necessidades em regra acima das possibilidades de atendimento,  o ser SER BEM ATENDIDO é fundamental em todos os locais, mas principalmente no setor público, onde deve imperar a sua busca e luta incessante, e na linha de CONTINUIDADE e APERFEIÇOAMENTOS e que desperdícios, privilégios, injustiças, e males do gênero,  precisam ser evitados.

Francisco Carlos Caldas  advogado,  e cidadão pinhãoense). E-mail “advogadofrancal@yahoo.com.br 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 10 =

%d blogueiros gostam disto: